sábado, junho 15, 2024
HomeSegmentoNegóciosAções da Federação Varejista auxiliam pessoas e negócios afetados pelas cheias no...

Ações da Federação Varejista auxiliam pessoas e negócios afetados pelas cheias no RS

As principais regiões afetadas pelas chuvas que trouxeram mortes, deslizamentos, enchentes e incontáveis prejuízos ao Rio Grande do Sul estão, desde a eclosão da crise climática, sendo assistidas pela Federação Varejista do RS. A entidade, única no Estado a representar o movimento lojista ligado ao Sistema CNDL, congregou CDLs de Norte a Sul do país para uma operação nacional de solidariedade.
 

A iniciativa de ser um agente incentivador de doações está expressa através do movimento “Reergue RS”, liderado pela Federação em parceria com as CDLs, e tem trazido resultados que são, mais do que grandiosos, esperançosos. “Neste momento único que atravessamos, contar com o voluntariado e a solidariedade tem sido essencial para as pessoas reconstruírem suas vidas. Há muito trabalho pela frente, mas com esse engajamento, seguramente encaminharemos a reconstrução”, comenta o presidente da Federação, Ivonei Pioner.
 

Os exemplos da empatia do brasileiro com a situação vivenciada por milhares de gaúchos – passados 30 dias do início da crise ainda são 580 mil desalojados e quase 40 mil desabrigados – vêm de diversos lugares. Pelo “Reergue RS”, o município de Campos Novos, em Santa Catarina, enviou uma carreta e dois caminhões de donativos ao Estado. As entregas estacionaram em Santa Cruz do Sul, de onde sairão para abastecer comunidades vizinhas arrasadas pelos temporais nos Vales do Taquari e do Rio Pardo, entre outros lugares. A ação contou com a parceria das CDLs Campos Novos e Santa Cruz do Sul, além da FCDL de Santa Catarina e do Supermercados Coopercampos, que proporcionou o transporte das doações.

Em Sinimbu, união de entidades oportunizou entrega de mobiliário para o comércio. Crédito Divulgação


 

Santa Cruz do Sul também serviu, no final de semana passado, de QG para receber doações advindas de Araçatuba, em São Paulo. De lá, inclusive com o auxílio de um helicóptero, parte delas foi enviada ao interior de Sinimbu, município muito atingido pelas chuvas e que permanece com áreas inacessíveis por meio terrestre. As doações também tiveram como destino a própria Santa Cruz, além de municípios como Candelária, Rio Pardo, Cachoeira do Sul, Vera Cruz e Venâncio Aires.
 

Outras importantes entregas ocorreram em Sinimbu. A Federação coordenou uma ampla frente de parcerias, envolvendo o Sicredi, a Associação Comercial de Sinimbu e a CDL Santa Cruz do Sul, para enviar móveis a estabelecimentos comerciais de Sinimbu devastados pelas cheias dos rios da região. A ação integra uma das frentes do movimento ‘Reergue RS’, dedicada a reconstruir a economia do Estado.
 

Arroio do Meio, outra cidade fortemente afetada pelos temporais, recebeu auxílio de 110 mantas e 400 peças íntimas para homens, mulheres e crianças. Canoas, cidade que chegou a ter 60% do seu território alagado no ápice da crise, foi outra contemplada pelas ações da Federação. O município da Região Metropolitana também recebeu mantas e roupas íntimas. Essa região também recebeu donativos recolhidos pela CDL Nova Prata. A entidade da Serra doou roupas íntimas e outras peças de vestuário adultas e infantil, roupas de cama, toalhas, além de material de higiene.
 

As ações da Federação estão espalhadas por diversas regiões. Na Fronteira Oeste, a entidade e a CDL de Uruguaiana entregaram 150 cobertores para as vítimas da cheia do Rio Uruguai. Os itens foram adquiridos no comércio local, fomentando a economia gaúcha nesse momento em que os negócios também precisam continuar. Com o apoio das CDLs de Erechim e de Farroupilha, 1,1 mil cobertores já foram doados às vítimas das enchentes, e 5,4 mil peças de roupas íntimas masculinas e femininas foram entregues, com o esforço das CDLs de Guaporé e de Farroupilha, às vítimas do desastre climático.
 

A campanha “Reergue RS” segue colhendo donativos com a força da união do associativismo através das CDLs do país. Por meio dela, a Federação está auxiliando na assistência às pessoas e na retomada econômica. Quem quiser ajudar pode encaminhar recursos via PIX pela chave doacao@federacaovarejista.com.br. Além disso, a entidade também está incentivando o consumo de produtos gaúchos a fim de manter a produção e o comércio no Rio Grande do Sul aquecidos. A campanha utiliza frases como “Apoie as marcas gaúchas”, “Compre do gaúcho” ou “Escolha marcas gaúchas”.
 

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments