sábado, junho 22, 2024
HomeSegmentoEventoABS-RS debaterá sobre desafios climáticos com especialistas internacionais na 4ª Jornada do...

ABS-RS debaterá sobre desafios climáticos com especialistas internacionais na 4ª Jornada do Sommelier

Gestores do setor vitivinícola de cinco países abordarão estratégias para lidar com eventos extremos. Diretora-executiva da International Wineries for Climate Action, a inglesa Charlotte Hey, estará presente no evento que será on-line, no dia 8 de junho

Um mês e uma semana após o início das fortes chuvas e alagamentos que marcaram o Rio Grande do Sul, o setor vitivinícola ainda contabiliza os prejuízos e tenta se reorganizar. Segundo a Emater, aproximadamente 500 hectares de vinhedos foram afetados diretamente, e o enoturismo, canal de venda primordial para 80% dos vinicultores, também foi fortemente impactado.

Tendo essa conjuntura como pano de fundo, a seção gaúcha da Associação Brasileira de Sommelier (ABS-RS) realiza nesse sábado, dia 8 de junho, das 9h30 às 12h30, a quarta edição da Jornada do Sommelier. O evento de referência para os profissionais da área ocorrerá no formato online, com transmissão pelo Youtube da entidade, em função das dificuldades logísticas ainda presentes no Estado. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site www.absrs.com.br/jornada-sommelier.

Sob o tema Desafios Climáticos: novos caminhos na produção e consumo, a Jornada contará com especialistas internacionais e cases de cinco diferentes países. Os convidados trarão análises de regiões produtoras sensíveis às mudanças observadas no clima ou que vêm enfrentando ocorrências extremas nos últimos anos. Além do aspecto produtivo, os movimentos observados junto aos consumidores também estarão na pauta. “Fomos atrás de quem é referência no assunto e que já lidam com essa realidade. Será uma oportunidade de reflexão, aprendizado e difusão da cultura do vinho sob essa perspectiva”, observa a presidente da ABS-RS, Caroline Dani.

O primeiro painel do evento abordará a Resiliência Vitivinícola em Eventos Climáticos Extremos. Entre os palestrantes estarão o agrônomo e enólogo francês Philippe Mevel, que atua na Chandon do Brasil, a chilena Paulina Flores Arratia, coordenadora do Programa Alterações Climáticas e Agricultura Regenerativa do Consorcio I+D Vinos de Chile, e o pesquisador e Chefe-geral da Embrapa Uva e Vinho, Adeliano Cargnin. O primeiro painel ocorrerá das 9h às 10h45 e terá Dani como mediadora.

A segunda metade do evento será das 11h às 12h30, com o vice-presidente da entidade, Mauricio Roloff, conduzindo as discussões. Tendo como linha de debate a Produção e Consumo de Vinho Frente às Mudanças Climáticas, o segundo painel traz o português José Maria Neves, agrônomo português da vinícola australiana Wirra Wirra e Lucas Foppa Alves, enólogo e diretor da Tenuta Foppa e Ambrosi, que atuou no Nappa Valley. A referência nesse assunto, porém, será a inglesa Charlotte Hey, diretora-executiva da International Wineries for Climate Action e cofundadora do Sommelier Edit e Top 100 Sommeliers.

“Tivemos que reconfigurar a Jornada devido ao que ocorreu no Estado. E, mesmo com pouco tempo, conseguimos trazer grandes nomes do cenário mundial. Sensibilizados com o que ocorreu no Rio Grande do Sul, querem auxiliar e apontar caminhos frente a essa nova realidade de clima, de produção e de mercado”, observa Roloff.

2º Leilão Beneficente de Vinhos Brasileiros Raros e Ícones

Nos períodos de intervalo dos painéis e logo após a conclusão dos debates serão dedicados a acompanhar os minutos finais do Leilão Beneficente de Vinhos Brasileiros. Às 10h30 será concluído o pregão dos lotes classificados como Ícones e, às 12h30, encerram-se os lances para os Raros.

A disputa pelos exemplares que personificam a história dos vinhos gaúchos, de safras de diferentes décadas a partir dos anos de 1940, assim como as estrelas da produção verde-amarela prometem momentos emocionantes como se viu na primeira edição do leilão. “É uma oportunidade ímpar de compartilhar do conhecimento trazido por especialistas e garantir rótulos significativos em termos de história e de excelência enológica. E, nesse pacote, ainda será possível contribuir para entidades que estão apoiando as vítimas e auxiliando no reestabelecimento das regiões afetadas”, explica o diretor de relações institucionais e vice-presidente da ABS Brasil, Júlio César Kunz.

As preciosidades doadas para arrecadar fundos para entidades que atuam no auxílio às vítimas e na reconstrução de infraestrutura do Rio Grande do Sul estão disponíveis no site www.cristianoescolaleilões.com.br, sendo necessário fazer um cadastro com pelo menos um dia de antecedência. Para dar lances nos lotes classificados como ícones, com safras a partir dos anos 2000, acesse o link https://shre.ink/D6M8. Já para acessar os lotes dos vinhos raros, com safras históricas das décadas entre 1940 e 1990 basta clicar em https://shre.ink/D6MI.

4ª Jornada do Sommelier e 2º Leilão Beneficente de Vinhos Brasileiros Raros e Ícones

Tema: Desafios Climáticos: Novos Caminhos na Produção e Consumo

Quando: sábado, 8 de junho, das 9h30 às 12h30

Inscrições: gratuitas, pelo site www.absrs.com.br/jornada-sommelier

Onde: on-line, com transmissão pelo canal da ABS-RS no Youtube

Programação:

9h30 – Painel 1: Resiliência vitivinícola em eventos climáticos extremos

– Mediação: Caroline Dani, presidente da ABS-RS

Painelistas:

– Philippe Mevel, agrônomo e enólogo francês da Chandon no Brasil

– Adeliano Cargnin, pesquisador e Chefe-geral da Embrapa Uva e Vinho

– Paulina Flores Arratia, coordenadora do Programa Alterações Climáticas e Agricultura Regenerativa do Consorcio I+D Vinos de Chile

10h30 – Encerramento dos lances leilão de vinhos ícones

Condução: Júlio César Kunz, diretor de relações institucionais da ABS-RS e vice-presidente da ABS Brasil, e Cristiano Escola, leiloeiro oficial

11h15 – Painel 2: Produção e consumo de vinho frente às mudanças climáticas

– Mediação: Mauricio Roloff, vice-presidente e diretor de ensino da ABS-RS

Painelistas:

– José Maria Neves, agrônomo português da vinícola australiana Wirra Wirra 

– Charlotte Hey, diretora-executiva da International Wineries for Climate Action e cofundadora do Sommelier Edit e Top 100 Sommeliers.

– Lucas Foppa Alves, enólogo e diretor da Tenuta Foppa & Ambrosi, com o case de Nappa Valley

12h15 – Encerramento dos lances leilão de vinhos raros

12h30 – Divulgação do resultado geral do leilão

Condução: Júlio César Kunz e Cristiano Escola

Serviço 2º Leilão Beneficente de Vinhos Brasileiros

Itens disponíveis: Vinhos, espumantes, brandys, taças de cristal, organizados em lotes de forma única ou em conjuntos

Quando: lances até 8 de junho, às 10h30 para a categoria Vinhos Ícones, e até às 12h15 para a categoria Vinhos Raros.

Onde: no site www.cristianoescolaleiloes.com.br

Link para lotes dos vinhos ícones: https://shre.ink/D6M8

Link para lotes dos vinhos raros: https://shre.ink/D6MI

Como participar: é necessário fazer o cadastro na plataforma, selecionar o lote de interesse e fazer o lance a partir do valor mínimo indicado. O autor da proposta vencedora fará a transferência do valor diretamente a uma das instituições elencadas na ação. Após o envio de comprovação do depósito, será feito o envio do lote arrematado. O custo do frete é de responsabilidade do vencedor do pregão.

Entidades a serem beneficiadas:

– Rotary Rio Grande do Sul: instituição que engloba as cinco regiões atendidas no Rio Grande do Sul. PIX: rotaryrs@gmail.com

– Unidos por Bento: iniciativa que engloba mais de 20 entidades de Bento Gonçalves. PIX: financeiro@cicbg.com.br

– Uma Pati Quatro Patinhas: iniciativa que acolhe animais com deficiência, doença crônica e/ou idosos. A Patrícia é pedagoga, surda e voluntária na causa animal há 16 anos. Abriga 60 animais em sua casa, muitos deles especiais. PIX: 1pati4patinhas@gmail.com (específico para o lote Quinta Cruzeiro “Tokay” Safra 1944 – garrafa cheia)

– ONG Sem Raça Definida: entidade que atua no resgate e cuidados de animais vítimas de maus tratos, abandonados e encontrados durante as enchentes no RS. PIX: ongsrdoficial@gmail.com (específico para os lotes Monaco Château Charmeton 1972 e Quinta Cruzeiro “Tokay” Safra 1944 – garrafa vazada)

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments