quinta-feira, maio 23, 2024
HomeSegmentoComércioSindilojas Caxias divulga pesquisa sobre poder de compra 

Sindilojas Caxias divulga pesquisa sobre poder de compra 

Representante legal do comércio varejista fez uma consulta aos consumidores para entender como está a realidade de consumo para oferecer subsídios aos comerciantes

O Sindilojas Caxias promoveu a “Pesquisa sobre Poder de Compra” de maio a junho de 2023, feita por meio on-line, utilizando os canais de relacionamento da entidade, criada para o comerciante entender aspectos que envolvem comportamento e renda para escolhas mais assertivas no dia a dia. A análise da pesquisa foi feita pela economista Lodonha Coimbra Soares e levantamento estatístico da professora Cintia Paese Giacomello. 

A maioria, ou seja, 92% dos respondentes, residem em Caxias do Sul. Este perfil de consumidor pertence à faixa etária dos 30 e 50 anos (quase 55%) com considerável faixa da população considerada jovem, dos 18 a 29 anos, sendo que 24,7% são, predominantemente, mulheres (64%).    

Entre os questionamentos sobre renda, cerca de 35,5%, possuem uma renda acima de R$5,000,01, evidenciando que Caxias do Sul está entre os municípios do RS com renda mensal acima da média do estado. Em torno de 18%, se referem a uma renda entre R$2.000,01 e R$3.000,00, que não reflete o poder aquisitivo da população. Outro aspecto relevante observado no levantamento é de que 52,4% possuem emprego formal, ou seja, com regime de CLT, enquanto 28,2% afirmaram que a sua renda provém da atividade de empresário. 

Foi questionado sobre a manutenção da renda e 60% afirmaram que a renda vem se mantendo igual, enquanto 28,2% obtiveram aumento nos vencimentos. A economista Lodonha alerta que esses dados podem ainda estar refletindo efeitos da pandemia que afetou a renda de empresários e de trabalhadores. Esses dados do pós-pandemia apontam, portanto, a possibilidade de retomar a renda média. 

            Com relação às despesas, 76,6% dos participantes afirmaram que aumentaram no período de 2022 a 2023, enquanto 28% disseram que se mantiveram, o que reflete diretamente na tomada de decisão pela redução nas despesas. Cerca de 47% pretendem reduzir compras no comércio e 29% com beleza. Quando questionados sobre a despesa que representa maior custo, excetuando alimentação, foram apontados financiamentos com 51,6%, seguidos da saúde e compras no comércio com 39% cada uma das opções. Afinal, dados locais recentes apontam queda no consumo confirmando esta tendência. 

Entre as decisões de orçamento, em 2023, 35% optaram por viagens, 33% na educação e 30% em aplicações financeiras. Sobre as expectativas quanto ao cenário político, econômico e social, cerca de 49,2% mostraram-se pessimistas, 29% otimistas, e 22% declararam indiferença. 

A coordenadora do Departamento de Pesquisa do Sindilojas Caxias, Lizete Zamboni Vieira, defende que compreender o cenário atual permite contribuir com ações: “Esses números apontam que é necessário ter cautela para preservar os negócios com o menor prejuízo possível”, ressalta. 

A pesquisa foi realizada em um universo de 122 pessoas, entre elas, associados e representados do comércio varejista, bem como o público em geral. 

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments