sábado, junho 15, 2024
HomeUncategorizedNova Aliança participa de encontro mundial sobre inovação

Nova Aliança participa de encontro mundial sobre inovação

Participação permitiu ter acesso a tendências mundiais da indústria de bebidas

A inovação impacta diretamente na vida da Cooperativa Vinícola Nova Aliança, através de cerca de 700 cooperados e 250 funcionários diretos. Além de fazer parte do propósito da empresa, enquanto agente transformador, a Nova Aliança mantém uma busca constante pelo novo e por uma consciência de sustentabilidade e de responsabilidade social que inclui diversas práticas. Uma delas é o uso de embalagens mais sustentáveis, que reduzem a emissão de CO2 em toda cadeia produtiva, otimizando a logística, os custos e mantendo a segurança dos consumidores. É justamente isso que levou a Tetra Pak, parceira de longa data, a convidar o CEO da vinícola, Heleno Facchin, para participar de uma missão técnica e comercial em Los Angeles, Estados Unidos, na Customer Innovation Week 2024, realizada de 12 a 16 de março, em conjunto com a feira ExpoWest 2024.

Organizado pela Tetra Pak, o encontro mundial com líderes da multinacional permitiu aprimorar conhecimento em torno de diversos temas que acompanham a Nova Aliança. Facchin integrou uma comitiva formada por 120 lideranças de empresas de alimentos e bebidas de 22 países. Do Brasil, foram apenas quatro representantes. Na Califórnia, eles tiveram a oportunidade de visitar redes de varejo e participar de palestras com grandes nomes como Paul Cheek, Dan Chuparkoff e Ram Charan, que falaram sobre Inteligência Artificial, E-Commerce, Tecnologia e Negócios. A temática central foi Spark new Ideas.

O evento apresentou tendências para o futuro da indústria de bebidas e alimentos, com grande foco no mercado de produtos naturais e orgânicos. Convidado pela diretoria da Tetra Pak do Brasil e acompanhado pelo Gerente de Vendas da Tetra Pak, Felipe Baptistella, Facchin destaca a relevância do evento para este novo momento da vinícola. “Estamos em ação com um novo ciclo de construção, avaliando novas políticas e processos e a inovação é fundamental para trazer uma nova visão, para promover o desenvolvimento de novas raízes. Para viver este novo momento, a participação em eventos desta dimensão, podendo ver de perto o que diversos setores vêm fazendo no mundo é estimulante, ainda mais quando vemos que estamos alinhados com as melhores práticas sustentáveis. Nosso olhar começa com nosso time e cooperados e se espalha por todos os envolvidos com a cooperativa, especialmente o campo”, ressalta. “A troca de experiências e o contato com profissionais de outros países renova nossa energia e nos alimenta com mais ideias e projetos”, conclui.

Compromisso assumido

A Nova Aliança segue um protocolo de ações em torno da sustentabilidade como a criação e manutenção da sua usina de geração de energia solar em Santana do Livramento, que beneficia não apenas aquela unidade como também a matriz, em Flores da Cunha, e a filial, em Farroupilha. O compromisso com a preservação do meio ambiente também inclui o tratamento de efluentes e o aproveitamento da água da chuva captada, armazenada e conservada em cisternas na matriz, para uso na planta industrial.

A cooperativa desenvolve, ainda, um projeto de uva orgânica que envolve cooperados. O objetivo é o uso racional de defensivos, gerando o menor impacto possível no meio ambiente, além de engarrafar sucos mais naturais e, portanto, mais saudáveis, agregando renda aos cooperados.

Um pouco de história

A Cooperativa Nova Aliança (2010), hoje com cerca de 700 famílias cooperadas, surgiu da união de cinco cooperativas vitivinícolas da Serra Gaúcha: Cooperativa São Victor (1929), Cooperativa São Pedro (1930) e Cooperativa Santo Antônio (1931), de Flores da Cunha, Cooperativa Aliança (1931) de Caxias do Sul, e Cooperativa Linha Jacinto (1931), de Farroupilha. Juntas, elas se transformaram em uma única família, reunindo pessoas, valores e histórias de trabalho e superação enraizadas em gerações de descendentes de italianos. Toda uva processada anualmente vem dos cooperados com propriedades em cidades da Serra Gaúcha, Serra do Sudeste e Campanha Gaúcha, que somam 2.000 hectares, além dos vinhedos próprios cultivados em Santana do Livramento onde, numa área de 400 hectares, a vinícola mantém 50 hectares de vinhas vitis viníferas. Assim, o portfólio de 127 rótulos entre espumantes, vinhos finos e de mesa, suco de uva, frisante, filtrado e quentão, expressam o terroir de quatro distintas regiões gaúchas. Com uma das maiores e mais modernas plantas industriais de suco de uva da América Latina (24.000 metros quadrados), a matriz em Flores da Cunha possui capacidade para processar até 60 milhões de quilos de uva por ano. Agora, a Nova Aliança segue focada em manter sua participação no mercado de sucos e ampliar as vendas de seus reconhecidos vinhos finos e espumantes.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments