sábado, junho 15, 2024
HomeDestaqueDescubra quais são os vinhos que mais combinam com o inverno e...

Descubra quais são os vinhos que mais combinam com o inverno e como harmonizá-los com pratos típicos dessa estação

Quando se fala em bebidas alcoólicas e inverno, o vinho acaba sendo quase que uma unanimidade

Ricardo Henriques, enólogo da Rio Sol, lista algumas dicas para quem quer aproveitar o frio para saborear um vinho.


A partir do dia 21 de junho até o dia 23 de setembro, a temperatura mais fria do ano chega ao Brasil. O inverno é conhecido pela queda das temperaturas, noites mais longas e dias mais curtos, clima seco, baixa umidade do ar e ventos fortes. É uma época em que as pessoas acabam optando por locais mais aconchegantes e programas mais caseiros. A estação é conhecida também por ser um período onde casacos, blusas e adereços se tornam peças vistas com frequência nas ruas. A gastronomia também sofre modificações por conta do inverno. Sopas, caldos e pratos mais elaborados acabam sendo uma forma de aproveitar esse período para saborear uma refeição de qualidade, e ao mesmo tempo, espantar o frio.

Quando se fala em bebidas alcoólicas e inverno, o vinho acaba sendo quase que uma unanimidade. Por ser uma bebida versátil e com uma infinidade de tipos, certos vinhos combinam perfeitamente com esse clima mais frio e harmonizam com pratos consumidos com mais frequência nessa época, como por exemplo, as sopas. Apesar de parecer improvável essa combinação, é possível saborear um vinho com esse prato que costuma fazer bastante sucesso durante o frio. “Mas é importante ressaltar que a escolha do vinho depende do sabor da sopa, pois dependendo das escolhas dos ingredientes, pode ser que o prato combine com um vinho mais leve ou então com um vinho mais encorpado”, declara Ricardo Henriques, enólogo da Rio Sol.

No caso das sopas preparadas com legumes ou com uma carne mais suave, o ideal é optar por um vinho tinto leve, como o Rio Sol Syrah. Com taninos elegante e boa acidez, na boca ele é delicado e apresenta notas de ameixa e frutas silvestres. “Já no caso das sopas mais elaboradas e apimentadas, um vinho fino tinto seco da casta Touriga Nacional pode ser uma combinação interessante. Ele é um vinho volumoso, com boa presença e final persistente, e é indicado para ser consumido na temperatura de 18ºC”, afirma Henriques.

Os caldos quentes também são uma ótima refeição para ser saboreada durante o inverno. Um caldo feito com carnes vermelhas e mandioquinha harmoniza com um vinho elaborado com as uvas Alicante Bouschet, que possui aroma de compotas de frutas vermelhas, tabaco e especiarias. Na boca é imponente, volumoso e com notas marcantes.

Seja na versão fondue ou então em uma tábua de frios, os queijos também são vistos com frequência quando o assunto são os pratos que combinam com a estação mais fria do ano. Assim como as sopas, a escolha dos vinhos também depende do tipo do queijo escolhido. “Se for queijos azuis, como roquefort e gorgonzola, que são queijos de sabores mais fortes, um espumante Moscatel Rosé é uma boa pedida, já que possui um bom equilíbrio de acidez e é levemente adocicado. Já se for um queijo como o parmesão, vinhos feitos com a casta Tempranillo são mais indicados”, pontua Henriques.

Outro prato que é bastante apreciado durante o inverno é o risoto. Ele nasceu na Lombardia, no norte da Itália, sendo que esse local ficou popularmente conhecido como a “terra do risoto”. Como a receita do risoto pode variar, a harmonização com vinho deve ser feita de acordo com os ingredientes selecionados para preparar o prato.

No caso do risoto de camarão, por exemplo, um prato leve e versátil, um vinho branco delicado, como o Rio Sol Chenin Blanc e Viognier, com toques cítricos pode proporcionar uma experiência gastronômica interessante.

Mas não são apenas os pratos salgados típicos do inverno que combinam com vinhos. Sobremesas também podem ser apreciadas acompanhadas de uma taça da bebida. Uma famosa sobremesa francesa é bastante consumida durante o período mais gelado do ano: o Crème brulée. Feito com creme de leite, ovos, açúcar, baunilha e com uma crosta de açúcar queimado no topo, ele pode ser saboreado acompanhado de um espumante Moscatel.

“Muita gente acha que espumante é uma bebida que só deve ser consumida durante uma ocasião especial ou festa, mas ele é super versátil, e pode ser apreciado junto com sobremesas, pois ele é levemente adocicado e possui um teor alcoólico baixo”, finaliza Henriques.

Sobre a Rio Sol

A Rio Sol está localizada no Vale do São Francisco, na cidade de Lagoa Grande, em Pernambuco. A vinícola produz vinhos e espumantes, cujos rótulos vêm, cada vez mais, conquistando prêmios nacionais e internacionais.

A empresa pertence a Global Wines, com sede na região do Dão, em Portugal, produtora de vinhos reconhecida no mercado mundial pelo dinamismo e inovação, com grande diversidade de rótulos premiados entre os melhores da Europa.

Saiba mais através do site www.riosol.com.br

Informações à Imprensa 

Renato Lopes Aranha: jornalismo@noticiaexpressa.com.br
Miriam Matos: miriam@noticiaexpressa.com.br
Telefone: (11) 910303530

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments