domingo, abril 21, 2024
HomeSegmentoComércioPesquisa da CDL Caxias aponta expansão de 12,7% nas intenções de compras...

Pesquisa da CDL Caxias aponta expansão de 12,7% nas intenções de compras para o Dias das Criança

Diferente das demais datas comemorativas do ano, celebração deve levar mais pessoas às ruas. Tíquete médio também deverá crescer e pode chegar a R$ 287. Entrevistados afirmaram que os pedidos dos pequenos estão entre os principais fatores que influenciam nos presentes

O Dia das Crianças se aproxima e a pesquisa de intenção de compras do Núcleo de Informações da CDL Caxias do Sul aponta uma particularidade: as crianças estão influenciando mais na decisão do presente. Somado a outros fatores, isso ajudará a elevar em 12,7% a pretensão de aquisição na comparação com 2022. O estudo identificou ainda aumento de 10,9% no tíquete médio, podendo chegar R$ 287,92.

Diferentemente do ano anterior, quando o levantamento registrou que o pedido dos pequenos era o que menos ajudava a lembrar da data, em 2023 este foi o segundo ponto mais citado, saltando de 0,4% para 30,2%, ficando atrás apenas da época do ano (35,1%). Com as dicas em mãos, 81,1% dos entrevistados já sabem o que irão comprar para a celebração.

A influência dos pequenos nas compras revela que 43,7% dos moradores priorizarão o que as crianças querem ganhar, já 29,5% optarão por adquirir produtos que eles estejam precisando. Para 13,2% a prioridade são itens com preço bom ou em promoção, enquanto 10,7% escolherão um produto surpresa que o presenteado não esteja esperando e apenas 2,9% selecionarão artigos educativos.

A influência dos pequenos nas compras revela que 43,7% dos moradores priorizarão o que as crianças querem ganhar.
Crédito: Alencar Turella

Quando questionados se as crianças falam sobre presentes que viram em propagandas, 63,3% dos consumidores disseram que sim. As principais fontes de informação indicadas foram TV (25,2%) e YouTube (23,8%), além de colegas na escola (22,3%).

De acordo com Carlos Alberto Cervieri, gerente Administrativo Financeiro da CDL Caxias, na contramão das demais pesquisas prévias da entidade para as datas comemorativas deste ano, houve aumento na intenção de compras para o Dia das Crianças.

“Estamos otimistas para as vendas para o Dia das Crianças. A influência dos pequenos mostra como é importante divulgar os produtos pensando, principalmente, em atingir o público infantil”, destaca.

Cervieri acrescenta que a maioria dos entrevistados (68,7%) disse que não fará algo diferente na data. Segundo ele, o foco será mesmo em adquirir os presentes.

Brinquedos no topo e antecipação das compras

Como já é tradicional da data, os brinquedos estão na lista dos preferidos para o Dia das Crianças. O estudo da CDL Caxias mostra que 64,1% comprarão algo divertido, seguido por roupas e calçados (21,8%) e eletrônicos e games (7,4%). Neste ano, os brinquedos devem ter incremento de 9,6% na procura, em relação ao ano anterior, enquanto que os itens de vestuário e calçados podem registar queda de 21,9%.

Em função do feriado de 12 de outubro cair em uma quinta-feira, a pesquisa identificou aumento no desejo de antecipação das compras para a data. A maioria dos entrevistados (44,4%) afirmou que irá adquirir uma semana antes, enquanto 25,6% na véspera ou no dia. Para 24,1%, as compras iriam ser realizadas 15 dias antes e 5,9% confirmaram que já tinham adquiridos os presentes

“Apesar de o levantamento confirmar a preferência por compras uma semana antes da data, registramos aumento na antecipação de cerca de duas semanas e redução dos que disseram que fariam apenas na véspera ou no dia (-17,7%). Isso mostra uma tendência de não deixar tudo para a véspera, especialmente quando a data comemorativa propicia feriado prolongado”, enfatiza Cervieri.

Gastos mais altos e média de 2,4 presentes

Além das dicas da garotada, sem dúvida, o amor inspira muito na hora da compra, de acordo com 55,3% das fontes ouvidas pela CDL Caxias. Consequentemente, esse sentimento motivará 51,1% a gastar mais, 30,6% se sentem mais animados para comemorar a data e 18,3% indicaram que o afeto estimulará a criar uma surpresa.

A média de presentes nesse ano será de 2,4, um pouco acima dos 2,1 apontados em 2022. Do total de participantes, 40,1% assinalaram que, comparado ao ano anterior, o investimento será maior, enquanto para 37,2%, será igual e para 22,7% será menor.

Para aqueles que pretendem gastar mais, 45,6% mencionaram que os itens estão mais caros, 32,5% querem investir em presentes melhores e 10,1% porque comprarão mais mimos para os pequenos. Quase 9% dos participantes disseram que terão mais crianças para agraciar neste ano e outros 3% apontaram a melhoria na renda como fator decisivo.

No sentido oposto, aqueles que informaram que pretendem gastar menos, 46,6% precisarão fazer pela necessidade financeira, 37,5% porque os produtos estão mais caros e não querem gastar um valor maior, 11,4% devido ao desemprego ou redução na renda e 4,5% por ter menos crianças para presentear.

Formas de pagamento e de compra

O dinheiro foi apontado como a principal opção de pagamento para 34,1% dos participantes do estudo da CDL Caxias, seguido pelo cartão de crédito (30,2%). O pix foi a escolha de 20,7%, enquanto 14% têm preferência pelo cartão de débito e apenas 1% pelo crediário.

Mais da metade (50,4%) indicou que faz a pesquisa e a compra somente lojas físicas e outros 35,9% procuram em lojas on-line, mas optam pela compra no presencial.

Para 57,7% das pessoas ouvidas, a preferência será por adquirir presentes em lojas de rua do Centro da cidade, enquanto que 15,4% apontaram estabelecimentos dos shoppings locais e 15% optarão pelo comércio nos bairros. Apenas 8,2% indicaram a compra em comércio virtual de outras cidades. O sábado (50,3%) e o turno da tarde (60,4%) foram sinalizados como os principais momentos para se ir às compras.

Indagados se adquirem pela internet, 57,9% indicaram que não. Dos 42,1% que afirmaram que compram no digital, 37,5% deles levam em consideração o preço, 23,1% o prazo de entrega, 20% a reputação da empresa e 19,4% a segurança do canal ou marketplace.

Com 38%, o atendimento (atenção, explicações sobre os produtos e ajuda para escolher os produtos) está no topo dos fatores para a decisão do estabelecimento. A qualidade, diversidade e diferenciação dos produtos é importante para 35,1% e o local (estacionamento, segurança e fácil acesso) é relevante para 12%.

Sobre a pesquisa da CDL Caxias  
A Pesquisa de Intenção de Compras da CDL Caxias do Sul foi realizada com 712 moradores de diferentes pontos da cidade, entre os dias 20 e 22 de setembro. O levantamento tem índice de confiança de 95% e margem de erro de 5% para mais ou para menos. O estudo pode ser acessado na íntegra em blog.cdlcaxias.com.br.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments