terça-feira, novembro 28, 2023
HomeSegmentoIndústriaFrasle Mobility avança no desenvolvimento de componentes sem uso de cobre

Frasle Mobility avança no desenvolvimento de componentes sem uso de cobre

Nova família de produtos reduz impactos ambientais e traz ganhos para o desempenho de discos e pastilhas de freio. Solução, desenvolvida inicialmente para o mercado americano, deve chegar a outros países

Alinhada ao propósito de investir em tecnologias cada vez mais competitivas e sustentáveis para a mobilidade, a Frasle Mobility celebra o avanço no desenvolvimento de pastilhas de freio livres de cobre, metal usado na fabricação de materiais de fricção e que vem sofrendo restrições de uso desde 2021 em alguns estados norte-americanos, deixando de ser utilizado a partir de 2025, conforme requisitos de legislação daquele país. 

A companhia mantém desde 2017 um programa de pesquisa e desenvolvimento com foco na substituição do cobre metálico em pastilhas de freio para veículos pesados.  O principal desafio para a remoção do cobre está em manter as boas propriedades térmicas, de lubrificação e de resistência a desgaste que o metal proporciona às pastilhas de freio, já que o cobre é eficiente na dissipação térmica e também diminui a formação de trincas nos discos de freio. Nos últimos anos, o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Frasle Mobility investiu no desenvolvimento de novas matérias-primas e combinações que pudessem compensar a retirada do cobre das formulações de fricção. 

Com o sucesso da pesquisa, a companhia já vem aplicando a nova tecnologia em novos negócios nos Estados Unidos. Ainda em 2019, promoveu o lançamento dos primeiros produtos Copper Free para aquele mercado, e criou o selo “Fras-le GRN TECH”, com produtos livres de cobre. 

A tecnologia Copper Free objetivou, inicialmente, atender a exigências do mercado norte-americano, estratégico para as exportações da Frasle Mobility. Os estados de Washington e da Califórnia foram os protagonistas da legislação que limitou a utilização do cobre em no máximo 5% desde 2021, mas que vai restringir totalmente a utilização do material a partir de 2025. Como contextualiza o diretor de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Frasle Mobility, Alexandre Casaril, em função da dinâmica do mercado, estas restrições deverão ser ampliadas, impactando a América do Norte de maneira geral. Também há expectativa de que a restrição ao cobre seja adotada, gradualmente, em outros mercados internacionais. A tecnologia Copper Free já vem sendo requisitada por clientes OEM na Europa e China. 

Para atender à crescente demanda, adianta Casaril, a companhia vem investindo também na expansão de sua capacidade produtiva para pastilhas comerciais. Somente no último ano foram investidos aproximadamente US$ 4 milhões em uma nova linha produtiva na unidade de Prattville, Alabama (EUA).

A Frasle Mobility continuará investindo nos próximos anos no desenvolvimento e aperfeiçoamento da tecnologia Copper Free em todas as linhas de produtos, beneficiando também outros mercados, como Brasil e América Latina. Além da eliminação do cobre, os produtos têm apresentado excelentes resultados de durabilidade de discos e pastilhas, um desempenho superior à nossa tecnologia atual, trazendo ainda mais valor para os nossos clientes. Os testes e análises evidenciam que teremos produtos melhores e mais sustentáveis, o que deve fortalecer nossos negócios atuais e gerar também novos negócios globalmente”, destaca. 

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments