sábado, maio 18, 2024
HomeSaúdeEndocrinologista inaugura clínica de saúde em Farroupilha com foco na integração de...

Endocrinologista inaugura clínica de saúde em Farroupilha com foco na integração de tratamentos

Médico Tiago Mechi reúne na Veratto diferentes especialidades médicas e profissionais da psicologia, nutrição e enfermagem para tratamentos multidisciplinares e individualizados. Especialistas atuam em doenças como obesidade, diabetes, hipertensão e disfunção da tireoide

Mais da metade da população brasileira está acima do peso e os números não param de aumentar. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que em 2025 cerca de 2,3 bilhões de adultos ao redor do mundo estejam com sobrepeso, sendo 700 milhões com obesidade. O acúmulo de gordura corporal é um dos problemas mais graves e é um dos principais fatores de riscos para outras enfermidades, como diabetes, hipertensão, cardiopatias, osteoporose, disfunções pulmonares e esteatose hepática (excesso de gordura no fígado).

A complexidade de entender o que há por trás das doenças e a preocupação do tratamento individualizado para que o paciente consiga, não só resolver o problema, mas mudar seus hábitos e ter uma melhor qualidade de vida, fez com que o médico endocrinologista Tiago Mechi idealizasse a Veratto Clínica Integrada, que inaugura no dia 3 de março, em Farroupilha, na Serra Gaúcha.

Localizado na Rua Tiradentes, 45, sala 202, no Centro, o espaço conta com três consultórios e uma sala de triagem distribuídas em 200m², com acessibilidade em todos os ambientes. Além do endocrinologista Tiago Mechi, a Veratto oferecerá outras especialidades médicas, bem como profissionais das áreas de psicologia, nutrição e enfermagem especializada em curativos.

Mais do que a facilidade de encontrar em um só lugar uma equipe multidisciplinar, Dr. Tiago Mechi acredita que o principal benefício de uma clínica integrada está na efetividade do tratamento. Para o médico, é difícil atingir o objetivo se paciente não tem profissionais de saúde trabalhando em conjunto.

“Não só Farroupilha, mas a Serra Gaúcha carece de serviços integrados. O ser humano é complexo e os problemas de saúde também. Dificilmente um profissional sozinho vai conseguir resolver todos os problemas do paciente. Não é só a doença, são várias questões por trás que precisam ser abordadas para que ela seja tratada como um todo. Essa é a importância de uma clínica integrada de saúde, em que vários profissionais voltem a atenção para a saúde do paciente, entendendo as situações e dando suas contribuições em conjunto, sempre pensando no bem-estar de quem é atendido”, pontua.

O especialista atua há quase duas décadas na área da saúde. Além de ser graduado em medicina com especialização médica em endocrinologia, Dr. Tiago Mechi tem sua primeira formação em Farmácia e Bioquímica.  
 

Dia Mundial da Obesidade faz alerta à população         

Todos os anos, no mês de março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) – em parceria no Brasil com a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (ABESO) e a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) – realiza a campanha de prevenção ao Dia Mundial da Obesidade. Instituída em 4 de março, a data faz um alerta à população sobre os riscos e as consequências do problema e incentiva melhores cuidados na vida das pessoas.

No Brasil, entre 2006 e 2019, a obesidade aumentou 72%, de acordo a última Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel). Os casos de excesso de peso já atingem 55,4% da população, sendo 57,1% em homens e 53,9% em mulheres, enquanto que a obesidade acomete 19,8% dos brasileiros.

“A quantidade de pessoas obesas está aumentando bastante, é quase uma epidemia. Na população em geral, os casos de sobrepeso e obesidade chegam a cerca de 50%, sendo mais predominante depois dos 40 anos e em idosos”, explica o médico endocrinologista Tiago Mechi.

Apesar de ter maior incidência entre os adultos, pesquisas mostram que a doença também vem crescendo nos jovens. Entre janeiro e outubro de 2022, o Sistema Único de Saúde (SUS) acompanhou mais de 4,4 milhões de adolescentes entre 10 e 19 anos. Desses, quase1,4 milhão foram diagnosticados com sobrepeso, obesidade ou obesidade grave. Na região Sul, o SUS detectou o maior índice do país: 13,13% dos adolescentes acompanhados estavam enquadrados como obesos (índice de massa corporal acima de 30).

“A principal causa do sobrepeso nas crianças é o reflexo dos pais. O que os pais comem, é o que as crianças comem. Se a criança está comendo errado, normalmente é porque os pais estão se alimentando mal. Os hábitos de comer legumes, verduras, frutas, precisa começar cedo. A criança precisa ser estimulada desde bebê. Se deixar para depois que ela se habituar aos sabores doces, mais palatáveis, ela não vai querer o legume, a verdura, a fruta. Vai ser mais difícil essa introdução e o risco de obesidade vai aumentar”, alerta o especialista.   

Dr. Tiago Mechi aconselha que para as pessoas que estão com sobrepeso ou obesidade, sejam jovens ou adultos, é importante procurar a ajuda de um médico endocrinologista, de um nutricionista, além de um educador físico. Para ele, ter uma atenção multidisciplinar é muito importante nestes casos.


“Para quem já atingiu o sobrepeso ou a obesidade, é fundamental ter mudanças de estilo de vida: hábitos saudáveis, atividade física regular, não comer tanto pão, tanta massa, ter uma dieta rica em proteína, em legumes, verduras e frutas. A Serra Gaúcha é uma região típica de imigração italiana, que tem a questão da alimentação muito forte, com muita fartura e carboidrato. É preciso diminuir a ingesta desses tipos de alimentos ricos em carboidrato e aumentar os vegetais e a proteína. Mas é necessário também ver o que está por trás disso. Eu percebo muito no meu consultório que o emocional está fortemente ligado ao processo de obesidade. As pessoas veem na comida uma fuga. Não é só a questão cultural”, finaliza. 


Veratto Clínica Integrada         
Onde: Rua Tiradentes, 45, sala 202 – Centro (próximo ao Hospital São Carlos), em Farroupilha          
Horários de atendimento: segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 18h    
Áreas de atuação: especialidades médicas como endocrinologia e cardiologia, psicologia, nutrição e enfermagem especializada em curativos
Telefone e WhatsApp: (54) 9.9967.3839   
Redes sociais: 
@clinicaveratto

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments