domingo, abril 21, 2024
HomeSegmentoNegóciosEduardo Colombo assume presidência da CDL Caxias do Sul

Eduardo Colombo assume presidência da CDL Caxias do Sul

Maior entidade empresarial do Rio Grande do Sul passa a ter nova gestão em 2023. Grupo dará continuidade a consolidação de benefícios para os associados e ao trabalho de representatividade dos setores de comércio, serviços e indústria. Posse ocorre nesta quarta (14), data em que comemora 57 anos de fundação

CDL Caxias do Sul apresentou a nova diretoria Executiva que estará à frente da entidade no biênio 2023/2024. Com o empresário Eduardo Colombo na presidência, o grupo também conta com Rui Alberto Cassina (primeiro vice-presidente), Gelso Luís Furlin (segundo vice-presidente), Marcos Andre Rossi Victorazzi (diretor de Processos Internos), Mateus Formolo (diretor de Relacionamento), Lucas Feldens Magnani (diretor de Tecnologia e Informação) e Micael Canuto (diretor de Comunicação). O empresário Gabriel Comerlato Costa também assume como novo diretor da CDL Jovem no próximo ano.

Eduardo Colombo – Crédito Alencar Turella

Entre as prioridades para o próximo biênio estão a manutenção da profissionalização na gestão da CDL Caxias e a fidelização dos mais de 5 mil associados para que acessem o maior número possível de benefícios. O planejamento estratégico da entidade também inclui a consolidação da CDL Caxias como referência em serviços e inovação no ambiente corporativo do Estado até o final do ano que vem.    

Para o novo presidente, Eduardo Colombo, que tomará posse nesta quarta-feira (14), na data de fundação da entidade, mesmo com a troca de comando, uma das marcas da CDL é a continuidade do trabalho, que ao longo dos 57 anos fez com que assumisse o posto de maior entidade empresarial gaúcha. 

“O planejamento estratégico leva em conta essa busca pela consolidação da CDL Caxias como referência estadual em benefícios para o associado e de uma cultura de inovação no ambiente corporativo. Uma das prerrogativas é fazer o simples bem feito e termos muito claro que as decisões da entidade seguem pautadas nas escolhas e nos interesses dos associados. Se for bom para o associado terá uma atenção especial por parte de toda a CDL Caxias e da diretoria”, garante.

Eduardo Colombo carrega nas veias o sangue empreendedor do avô Adelino Colombo, fundador das lojas Colombo, uma das maiores redes de lojas da região Sul. Adelino presidiu a CDL Caxias nos anos de 1968 e 1969 e transmitiu para o neto os valores do associativismo, da gestão e do cuidado com as pessoas, dos CPFs que estão à frente dos CNPJs.          

Com o falecimento do avô Adelino Colombo, em outubro de 2021, Eduardo assumiu o comando da 10ª maior rede de lojas de móveis e eletrodomésticos do país. O empresário, que tem 40 anos, é casado e pai de dois filhos, ocupou a vice-presidência da CDL Caxias na gestão anterior, de 2020 até este ano, mas participa da entidade desde 2014. Formado em Administração de Empresas pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), tem MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e especialização da mesma área pela instituição francesa Institut européen d’administration des affaires (INSEAD).    

Tanto as pequenas empresas como as médias e grandes têm problemas parecidos e nosso foco vai ser no sentido de dar todo o suporte para que eles resolvam essas questões. Por isso, vamos continuar o trabalho de qualificação, de apoio à gestão e da formação de pessoas. Gosto desse contato, que chamamos no comércio de ‘barriga no balcão’, e essa característica vou levar também na presidência da CDL Caxias”, afirma Colombo, que se define como um gestor prático, objetivo e defensor da simplicidade.

Natural de Farroupilha, Colombo adianta que dará ênfase ao trabalho em parceria com outras entidades e com o poder público. À frente de uma rede com 4,3 mil colaboradores e 300 lojas, ele compara a sua atuação na CDL com o trabalho como de gestor na empresa, buscando resolver os problemas da melhor forma, com diálogo e participação de todos.      

“Precisamos nos conectar com outras entidades, afinal o propósito é o mesmo. Somente desta forma teremos força nos nossos pleitos perante o poder público. Podemos contribuir para temas que vão desde a infraestrutura aos investimentos que vão ajudar no desenvolvimento econômico. A CDL Caxias sempre teve esse protagonismo e é nossa tarefa dar continuidade”, sintetiza.

Colombo explica que, mesmo que a empresa que dirige tenha a matriz na cidade vizinha de Farroupilha, desde os 15 anos de idade, quando acompanhava o avô Adelino, sempre teve muito clara a importância de Caxias do Sul para o negócio da família. O grupo é associado desde os anos 1960 à CDL Caxias e tem na cidade um dos principais mercados.

“Atualmente temos três lojas na cidade e reconhecemos a importância de Caxias do Sul para o desenvolvimento da empresa. A CDL desempenha um papel fundamental de ajudar os seus associados para que se desenvolvam, tenham acessos aos benefícios e uma representatividade dos seus negócios, o qual queremos que continue e também seja ampliado”, reforça o novo mandatário, que tem ainda no currículo a marca de ter sido o presidente de Rotary mais jovem da América Latina.

Gestão marcada pela defesa do associado em meio à pandemia     
Os três anos da gestão que contou com Renato Corso na presidência foram marcados por conquistas que merecem destaque. Entre elas, está a defesa dos interesses dos associados no período de enfrentamento da pandemia. Desde março de 2020, quando a crise sanitária eclodiu no mundo inteiro, a CDL Caxias do Sul foi bastante incisiva na busca pelo equilíbrio entre a saúde das pessoas e também das empresas, atuando para evitar o fechamento do comércio como principal medida de controle do avanço do contágio na cidade.

Para isso, se reuniu com representantes do poder executivo, realizou campanhas como “Caxias tem tudo e precisa de todos” e “#LocalSeguro”, realizou pesquisas que demonstravam os prejuízos causados pelo abre e fecha dos estabelecimentos caxiense, pleiteou flexibilizações, entre outras ações. No período, a entidade também fez a doação de R$ 500 mil ao Hospital Geral para ajudar na ampliação do centro de saúde.         

A gestão de 2020 a 2022 foi marcada ainda por atingir o número histórico mais de 5 mil empresas associadas, consolidando a CDL Caxias como a maior entidade empresarial do Rio Grande do Sul e a quinta principal CDL do país.

Em 2022, destaque para o valor recorde de R$ 360 mil arrecadados no maior evento beneficente da Serra Gaúcha, o Homens na Cozinha, as campanhas de Natal que só em três edições distribuíram mais de R$ 330 mil em prêmios para os associados e consumidores também merecem realce no balanço da administração com Corso na presidência.

O benefício que é carro-chefe da CDL Caxias, o SPC, ganhou ainda mais atenção, com ações que foram desde a melhoria do espaço físico para atendimento ao público, até campanhas para regularização do crédito e recuperação das dívidas. A ação encampada para limpar o nome dos consumidores inadimplentes recuperou mais de R$ 2,7 milhões nos anos de 2020 e 2021 e a projeção é atingir a marca de R$ 1,8 milhão até janeiro de 2023.         

Ainda com relação aos benefícios, no triênio foram firmadas parcerias com o Sicredi, Unimed e RS Garanti, além da implementação do CDL SOS, do Unimed Odonto e a modernização da plataforma do CDL Empregos. De olho na sustentabilidade da entidade e projeções de crescimento nos próximos anos, a CDL adquiriu o prédio que fica em frente ao Palácio do Comércio.

“Penso que o maior legado que podemos deixar é dar condições para que essa transição ocorra da forma mais natural e tranquila. O Colombo já participa da diretoria e está totalmente alinhado com o propósito da CDL. De minha parte, só tenho a agradecer ao suporte dos funcionários e dos demais membros da diretoria. Não se faz nada sozinho e o resultado deste trabalho é o que tem ajudado nos resultados extraordinários ao longo dos anos, sempre com foco no associado”, finaliza. 

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments