sábado, junho 15, 2024
HomeSegmentoComércioCDL Caxias identifica aumento nas vendas de produtos e serviços voltados para...

CDL Caxias identifica aumento nas vendas de produtos e serviços voltados para o ensino

Amostragem realizada com estabelecimentos aponta expansão em materiais escolares (8,1%), em uniformes (7,7%) e em transporte privado (8,6%). Tíquetes médios também registraram crescimento, ficando próximos aos registrados no levantamento prévio da Pesquisa de Intenção de Compras da entidade


Os segmentos voltados ao setor de ensino registraram neste ano crescimento nas vendas para o retorno das aulas em Caxias do Sul. Segundo levantamento da CDL do município, os estabelecimentos de materiais escolares registraram incremento de 8,1% em relação a 2022, de 7,7% em lojas de uniformes e de 8,6% no aumento da procura pelo transporte coletivo privado.

Ostíquetes médios ficaram próximos às projeções da Pesquisa de Intenção de Compras da entidade realizada com os consumidores, em janeiro deste ano, atingindo R$ 247,50 em itens de papelaria e livrarias, de R$ 297 em roupas e R$ 250 por mês na locomoção.

Como é de costume, a maior movimentação pela compra de material escolar foi identificada em fevereiro, justamente no mês de volta às aulas. Assim como apontado previamente no estudo, os lojistas confirmaram que houve pesquisa de preços e também que os consumidores acabaram reaproveitando os produtos do ano anterior. 

 “Ao contrário do impacto da pandemia nos últimos anos, onde a venda de itens básicos de reposição era maior, neste ano, com o retorno integral das aulas presenciais, as papelarias e livrarias sentiram a maior procura dos consumidores por toda ou quase toda a lista de materiais, e também de itens mais caros, como mochilas”, pontua Cleber Figueredo, coordenador de Tecnologia, Informação e Inovação da CDL Caxias do Sul.

Ele complementa que quem tem criança em idade escolar sabe que precisará comprar materiais e, como a lista não muda muito de um ano para outro, é possível ficar atento para aproveitar as promoções.

“Por saber das principais necessidades, isso favorece na hora de pesquisar preços e produtos. Locais que oferecem ampla variedade de marcas para o mesmo item, se encaixam mais facilmente nos orçamentos das famílias”, acredita.

Já a procura pelos uniformes escolares acontece com mais antecedência, entre janeiro e fevereiro. O levantamento da CDL Caxias também identificou junto aos lojistas que muitos pais preferem fracionar a compra entre as peças de verão e meia estação, no início do ano, e as roupas de inverno, nos meses de abril e maio.

No caso dos transportes escolares, em grande parte das situações relatadas no levantamento, a contratação ou renovação são feitas ainda no ano anterior.

Para chamar a atenção dos consumidores
Dentre as alternativas utilizadas pelas lojas de materiais escolares para atrair o público estavam o contato e as vendas por aplicativos de mensagens (38,1%), descontos (28,6%), divulgação nas redes sociais (19%) e parcerias com colégios e escolinhas (4,8%). Cerca de 9,5% dos estabelecimentos não fizeram nenhuma ação no período.

“Para 47,6% dos estabelecimentos, as iniciativas ajudaram um pouco nas vendas e para 23,8% auxiliaram muito. Entre eles, 19,1% relataram que foi abaixo do esperado”, assinala o coordenador de Tecnologia, Informação e Inovação da CDL Caxias do Sul.

Referente às lojas de uniformes escolares, a divulgação nas redes sociais foi uma alternativa para 54,5% das empresas, seguida de folhetos nas instituições de ensino (27,3%) e parceria/contrato com as escolas (18,2%).

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments