sábado, junho 15, 2024
HomeSegmentoEvento5º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano tem programação com visitas...

5º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano tem programação com visitas técnicas no Paraná

Nesta edição são quatro roteiros para participantes escolherem no momento da inscrição para, durante o evento, conhecerem de perto exemplos de plantas geradoras no Estado, nos municípios de Foz do Iguaçu, Medianeira, São Miguel do Iguaçu, Toledo e Ouro Verde do Oeste

Participantes do 5º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano, que será realizado de 18 a 20 de abril de 2023, em Foz do Iguaçu (PR), poderão conhecer como funcionam unidades de produção de biogás, a partir do aproveitamento de diferentes tipos de resíduos para obtenção de biometano, e geração de energia elétrica e térmica. Na edição deste ano, serão quatro opções de visitas técnicas a plantas em Foz do Iguaçuem Medianeira, em São Miguel de Iguaçu, em Toledo e em Ouro Verde do Oeste. Serão todas no último dia do evento, 20 de abril.

“Conhecer o biogás e biometano na prática, em campo, é um dos objetivos do Fórum por meio das visitas técnicas. Conhecendo de perto as plantas geradoras, os participantes podem ampliar a visão que têm sobre possibilidades que a fonte oferece para o mercado de energias renováveis”, destaca o coordenador do 5º Fórum, Felipe Marques, diretor de Desenvolvimento Tecnológico no Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás), uma das entidades realizadoras do evento. “O Oeste do Paraná é muito rico no desenvolvimento de soluções para os passivos ambientais, sendo importante referência para o biogás no Brasil. É uma importante vitrine em tecnologia e modelos de negócios”, acrescenta.

Granja São Pedro Colombari, em São Miguel do Iguaçuobtém biogás e gera energia elétrica a partir de dejetos de suínos | Foto: Alexandre Marchetti

 As informações estão em biogasebiometano.com.br, em Visitas Técnicas. 

As inscrições ao Fórum e às visitas técnicas podem ser feitas no link: https://www.eventspro.com.br/e/5o-forum-sul-brasileiro-de-biogas-e-biometano

 O Fórum vai ocorrer no Golden Park Internacional Foz & Convenções, em Foz do Iguaçu (PR). Os três dias de programação incluem painéis, debates, encontros setoriais, Espaço de Negócios, eventos paralelos, as visitas técnicas e outras atividades.

Os painéis ocorrem nos dias 18 e 19 de abril e a programação tem inovações e foco na aproximação das diferentes iniciativas da cadeia do biogás e biometano nos Estados de Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, como em todo o país, e terá como eixos principais painéis sobre: Mercado de biogás e biometano; Eficiência em plantas; Caso de biogás na pecuária, indústria e saneamento; Biogás para geração de energia elétrica e produção de biometano; Inserção do biometano no mercado de gás natural; Novas aplicações e biorrefinarias de biogás; Financiamento de projetos de biogás.

Saiba mais sobre a programação: https://biogasebiometano.com.br/programacao/

O “Espaço de Negócios”, que será ampliado nesta edição, é destinado para os expositores apresentarem suas marcas, produtos, serviços e resultados de projetos. Acontece entre as plenárias e permite a troca de ideias, além de oportunizar negócios e parcerias.

AS OPÇÕES DE VISITAS TÉCNICAS NO DIA 20 DE ABRIL

ROTEIRO 1 – Participantes da visita técnica em Foz do Iguaçu vão à Estação de Tratamento de Esgoto Ouro Verde, da Sanepar, e depois à Unidade de Demonstração de Biogás e Biometano da Itaipu Binacional. Neste roteiro, os visitantes vão ver, na prática, de que forma o biogás é produzido no tratamento de esgoto e aproveitado para gerar eletricidade e também produzido a partir de resíduos orgânicos em codigestão para produção de biometano a veículos. A ETE Ouro Verde foi a primeira usina brasileira de geração distribuída de energia elétrica movida a biogás oriundo do tratamento anaeróbio de esgoto a ser cadastrada junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e a primeira no país a aderir ao sistema de compensação de energia elétrica. É uma unidade microgeradora. A UD da Itaipu contempla o tratamento local de Resíduos Sólidos Orgânicos (RSO) produzidos nos cinco restaurantes do complexo Itaipu, utilizando-os para a produção de biometano como combustível em veículos e biofertilizantes para a fertirrigação de gramas ou áreas degradadas.

ROTEIRO 2 – Neste roteiro, serão apresentados uma unidade de tratamento de efluentes de abatedouro de suínos que produz biogás para a chamuscagem de carcaças (energia térmica), e uma planta que utiliza dejetos da suinocultura para produzir biogás e gerar energia elétrica. A primeira parada será na Planta de Biogás da Unidade Frigorífica Frimesa, em Medianeira. Idealizada em 2019, após estudos que visavam entender a capacidade de biodegradação do resíduo/efluente gerado no processo de tratamento de efluentes, observando o potencial de geração de biogás. Diversas análises e validações estratégicas foram realizadas até que o projeto fosse idealizado para a geração de energia térmica, em substituição ao gás GLP (gás liquefeito de petróleo) no processo de chamuscagem dos suínos. Há também a possibilidade de uso de biofertilizante oriundo desse sistema. No mesmo roteiro da visita, os participantes vão conhecer a Granja São Pedro Colombari, em São Miguel do Iguaçu, que obtém biogás e gera energia elétrica a partir de dejetos de suínos. O local foi o escolhido para inaugurar o primeiro projeto deste tipo no país e é uma planta conhecida nacionalmente pelo pioneirismo no biogás.

ROTEIRO 3 – Será possível conhecer a produção de energia gerada a partir de plantas que usam efluentes da suinocultura e resíduos agroindustriais na Central de Bioenergia, em Toledo (PR), e na EnerDinBo, em Ouro Verde do Oeste. Em Toledo, a Central de Bioenergia é um projeto desenvolvido e gerido pelo CIBiogás com apoio de estudos de tecnologia de microrredes de energia do Parque Tecnológico de Itaipu e recursos da Itaipu Binacional. Está em fase de implantação e a intenção com esse sistema de biodigestão é geração de energia elétrica a partir do biogás produzido do tratamento de efluentes da suinocultura, carcaças de suínos não abatidos e resíduos agroindustriais da região. Essa energia gerada será usada para compensar o consumo de 1.800 residências e em prédios públicos. Já a EnerDinBo, de Ouro Verde do Oeste, é uma usina híbrida de biogás e de biometano. A planta utiliza dejetos de suínos para produzir biogás e gerar energia elétrica e biometano. São em torno de 40 produtores parceiros que enviam os dejetos para a planta e, com isso, é gerado 1 megawatt/hora de energia, que é possível abastecer 2,5 mil casas. Atualmente, 300 cooperados da Cooperativa EDB – Energia do Brasil, parceira estratégica, recebem a energia da EnerDinBo, por meio da rede de distribuição da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel).

ROTEIRO 4 – Em Toledo, a visita técnica será feita nas instalações da Usina de Biogás ME-LE-Bioköhler e à Central de Bioenergia, em plantas de codigestão que utilizam efluentes da suinocultura, bovinocultura, avicultura de postura, suínos não abatidos e resíduos agroindustriais para produzir biogás para gerar energia elétrica. A primeira visita do roteiro, pela manhã, é na Usina ME-LE-Bioköhler que recebe dejetos de animais, produzidos em propriedades vizinhas e transportados diariamente à usina em caminhão-tanque. O biogás é utilizado para a geração de energia elétrica. A visita da tarde será na planta da Central de Bioenergia, a mesma planta que integra o Roteiro 3. A planta está em fase de implantação e a intenção com esse sistema de biodigestão é a geração de energia elétrica a partir do biogás produzido do tratamento de efluentes da suinocultura, carcaças de suínos não abatidos e resíduos agroindustriais da região.

Central de Bioenergia é um projeto desenvolvido em Toledo | Foto: Arquivo CIBiogás

Mais informações de cada roteiro estão no site do Fórum: https://biogasebiometano.com.br/visitas-tecnicas/

Realização do Fórum

Realizam o 5º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano o Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás), de Foz do Iguaçu (PR), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa Suínos e Aves, de Concórdia (SC) e a Universidade de Caxias do Sul (UCS), de Caxias do Sul (RS). A organização do evento é da Sociedade Brasileira dos Especialistas em Resíduos das Produções Agropecuária e Agroindustrial (Sbera).

Mais informações sobre o 5º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano podem ser obtidas nos canais:

https://www.facebook.com/BiogaseBiometano
https://www.instagram.com/BiogaseBiometano/
https://www.linkedin.com/company/biogasebiometano/
RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments