sábado, junho 15, 2024
HomeSegmentoIndústriaUCS recebe relatório sobre geração de energia com resíduos da indústria vinícola

UCS recebe relatório sobre geração de energia com resíduos da indústria vinícola

A UCS (Universidade de Caxias do Sul) recebeu relatório de resultados sobre uma pesquisa de geração de energia com resíduos da indústria vinícola. A pesquisa realizada pela Inovabio, spin-off da Biosys Ambiental, apresenta uma solução energética para os produtores de vinho. “O relatório é resultado da pesquisa científica aplicada na prática, com a união entre academia e mercado. Nesta parceria com a UCS, concluímos uma etapa importante no desenvolvimento de uma tecnologia para transformar resíduos das vinícolas, um passivo ao meio ambiente, em um ativo, gerando gás, energia elétrica e energia térmica”, comenta Guilherme Guila Sebben, CEO da Biosys Ambiental.

Segundo o gestor, o próximo passo do projeto é dar sequência no processo de licenciamento em trâmite na Fepam. “Já contamos com licença prévia de instalação e agora vamos atuar para receber autorização de testes em escala de protótipo. Os testes realizados pela UCS foram em escala de laboratório, com análise do syngas feita com os equipamentos da Inovabio”, explica Sebben. Comprovada a qualidade ambiental e obtido o licenciamento, a empresa começará a estudar a viabilidade econômica para oferecer a tecnologia à indústria vinícola gaúcha.

O projeto de geração de energia com resíduos das vinícolas foi desenvolvido pela Inovabio em parceria científica com a UCS através do laboratório LEBIO (Laboratório de Energia e Bioprocessos) e do ISAM (Instituto de Saneamento Ambiental da UCS). Entre os dados levantados, foi constatada a existência de 563 vinícolas registradas no Rio Grande do Sul, com estimativa de produção de 170 mil toneladas de bagaço, 40 mil toneladas de engaço e 20 mil toneladas de borra por safra/ano.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments