sábado, junho 15, 2024
HomeEconomiaSicredi Pioneira apresenta resultados e impacto econômico e social durante RA CIC...

Sicredi Pioneira apresenta resultados e impacto econômico e social durante RA CIC alusiva aos 120 anos da cooperativa

Tiago Luiz Schmidt, presidente da instituição, foi o palestrante do evento

Tiago Luiz Schmidt, presidente da instituição, foi o palestrante do evento – Foto: Júlio Soares/Objetiva

Considerada a cooperativa de crédito mais antiga da América Latina e a instituição financeira privada mais antiga e em funcionamento no Brasil, a Sicredi Pioneira RS, que tem sede em Nova Petrópolis, na Serra Gaúcha, comemorou seus 120 anos de fundação durante a RA desta segunda-feira (21), na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC Caxias).  

“A cooperativa soube, dentro de tantos desafios, manter sempre os pés no chão, olhar para a sua história, não tirar o foco de sua essência e do seu objetivo principal que é atender à necessidade do associado. O papel primordial da cooperativa é, até hoje, buscar a prosperidade dos sócios”, disse o presidente do Conselho de Administração da Sicredi Pioneira, Tiago Luiz Schmidt, palestrante do evento.  

Para o executivo, a RA CIC serviu para celebrar a data de forma coletiva, mostrando aos participantes um pouco da jornada da inovação da Sicredi na prática, somado ao desafio de transpor períodos distintos da história ao longo dos últimos 120 anos. “Mas buscando sempre inovar e adaptar-se, honrando o passado, agindo no presente e construindo o futuro”, pontuou. 

A Sicredi Pioneira está presente nacionalmente com 106 cooperativas e 2.340 agências, que totalizam R$ 143 bilhões de depósitos, R$ 142 bilhões de saldo em carteira de crédito e R$ 4,8 bilhões de resultado líquido. São 6,2 milhões de associados no Brasil. No ano passado, a Sicredi alcançou um resultado líquido de R$ 87,4 milhões, com distribuição de sobras aos associados de R$ 22 milhões.  

Tiago Schmidt também apresentou os números da cooperativa em Caxias do Sul, onde, por meio de 14 agências instaladas na cidade e no interior, atende a cerca de 60 mil associados – aproximadamente 20% de pessoas jurídicas -, e responde por R$ 1,6 bilhão em depósitos e R$ 1 bilhão em créditos. “Tudo começa pelo porquê, e nosso grande propósito sempre foi no sentido de que juntos construímos comunidades melhores, aproximando capital e trabalho, conhecendo a realidade de cada associado e viabilizando o desenvolvimento econômico e social”, ratificou Schmidt.  

Tiago Luiz Schmidt, Celestino Oscar Loro e Solon Stapassola Stahl durante homenagem da CIC Caxias à Sicredi Pioneira – Foto: Júlio Soares/Objetiva

Homenagem 

O presidente da CIC Caxias, Celestino Oscar Loro, prestou homenagem à Sicredi com a entrega de uma placa alusiva aos 120 anos da cooperativa a Tiago Schmidt e ao diretor-executivo, Solon Stapassola Stahl. Em seu pronunciamento, Loro exaltou a longeva história da Sicredi e disse que a Sicredi é um orgulho para a Serra Gaúcha. “Desejamos que sigam trilhando o caminho da prosperidade, pautados pelo propósito de construir comunidades melhores, como vem fazendo desde o início, em 1902”, salientou o presidente da CIC Caxias. 

Celestino Loro também aproveitou a oportunidade e reiterou a defesa da entidade aos princípios de democracia, liberdade de expressão e opinião e de responsabilidade fiscal. Para Loro, a liberdade de pensamento pressupõe o fortalecimento dos direitos individuais, valorização da cidadania, segurança jurídica e respeito à Constituição. Por outro lado, enfatizou a importância da disciplina fiscal para o equilíbrio das contas públicas. “Responsabilidade fiscal não deveria ser negociada sob hipóstese alguma”, afirmou.  

Rota do Veículo Elétrico 

Logo após a RA, foi inaugurado o novo ponto da Rota do Veículo Elétrico do RS, no estacionamento da CIC Caxias. O projeto da empresa Magnani Luz e Energia conta com o apoio da Sicredi Pioneira, e novo espaço de recarga, em parceria com CIC e Marcopolo, estará disponível a associados e participantes dos eventos da Casa. O novo ponto de carregamento de Caxias do Sul está ligado ao aumento da procura de veículos elétricos e da necessidade de infraestrutura de recarga desses novos modelos. Neste primeiro momento, não haverá cobrança para a recarga elétrica do carro. Ao todo, essa é a quinta estação de carregamento da rota, que já conta com os seguintes pontos de recarga e suporte dos viajantes. 

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments