domingo, junho 23, 2024
HomeSegmentoEventoMIND7 STARTUP 2023 MOVIMENTA O ECOSSISTEMA DE INOVAÇÃO DA SERRA GAÚCHA NESTA...

MIND7 STARTUP 2023 MOVIMENTA O ECOSSISTEMA DE INOVAÇÃO DA SERRA GAÚCHA NESTA QUARTA E QUINTA-FEIRA

Evento de empreendedorismo e inovação que está acontecendo em Caxias do Sul conta com três palcos de conteúdo simultâneos, mais de 30 palestras e uma feira de negócios com a presença de mais de 30 startups e 10 aceleradoras e fundos de investimentos. Expectativa é movimentar mais de R$ 100 milhões em negócios

Nesta quarta e quinta-feira (8 e 9/02), a Serra Gaúcha respira inovação com a realização do Mind7 Startup 2023, que ocupa o Pátio da Estação, um espaço histórico que está sendo revitalizado no coração de Caxias do Sul, junto ao bairro São Pelegrino. Em sua terceira edição, o festival de empreendedorismo e inovação promovido pela Associação Acelera Serra deve receber mais de 1,5 mil visitantes em dois dias de intensa programação e networking, oportunizando um ambiente de conexões e negócios para startups, empresas, investidores, empreendedores e a comunidade da região. A organização estima que essa edição deve movimentar mais de R$ 100 milhões em negócios.

São três palcos de conteúdo distribuídos pelo Pátio da Estação, que ganharam nomes relacionados ao conceito desta edição “Inovação, Adaptação e Conexão”. O Palco Inovação (principal) traz conteúdo sobre temas como diversidade e marketing. O Conexão é destinado ao ecossistema do Rio Grande do Sul, atuando como um espaço de troca e conexão, com a participação do poder público e a apresentação de cases de startups e cases reais de cidades gaúchas, mostrando o que elas estão fazendo para desenvolver a cultura de inovação nas suas regiões. Já o terceiro palco, o Hélice, traz palestras e cases de inovação aberta. São mais de 30 palestras simultâneas com conteúdos inspiradores trazidos por palestrantes e keynotes reconhecidos nacionalmente e até mesmo fora do Brasil.

Startup Caxias é lançado no Mind7

O Mind7 Startup 2023 foi aberto nesta quarta-feira (8) com o lançamento do Startup Caxias, programa da Prefeitura de Caxias do Sul, em parceria com o Sebrae-RS, para o desenvolvimento e aceleração de startups no município. O objetivo é estimular e apoiar o empreendedorismo inovador, conectar iniciativas locais aos demais polos mundiais de tecnologia e promover Caxias do Sul como centro de referência internacional de empreendedorismo e inovação. O programa faz parte do Plano Anual de Inovação, que busca criar um ambiente de estímulo ao desenvolvimento econômico e social, fomento de negócios inovadores, atração de empresas de base tecnológica e modernização da administração pública, promovendo a desburocratização por meio da mudança de modelo mental e transformação digital. O Startup Caxias é coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (SDEI). A abertura das inscrições para o projeto foi anunciada pela vice-prefeita, Paula Ioris, e pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Elvio Gianni.

“O Startup Caxias vem para conseguirmos de fato avançar no desenvolvimento econômico inovador. Com estrutura validada pelo Conselho de Inovação, o programa é extremamente técnico e colaborativo, sendo destinado tanto para quem quer empreender quanto para quem já tem uma startup, mas precisa de ajuda para estruturar e validar seu modelo de negócio. Se você tem uma ideia borbulhando na cabeça, o nosso programa é para isso”, destaca o secretário Elvio Gianni.

 Liliane Giordano / Divulgação Mind7

O programa é dividido em três etapas: Pré-Aceleração, Aceleração e Tração/Escala. A primeira etapa, de Pré-Aceleração, é destinada para pessoas físicas que tenham alguma ideia de startup, ou que não têm ainda algo idealizado, mas almejam se inserir nesse meio inovador, e também para empresas com base tecnológica em fase inicial, na qual podem participar equipes de até cinco pessoas. O início das atividades está programado para 14 de março. O plano de trabalho consiste em workshops, consultorias e momentos de interação e divulgação das startups. Os encontros vão ocorrer nas terças e quintas, das 18h30min às 21h30min, no Espaço de Negócios Sebrae. O Startup Caxias é gratuito, com vagas limitadas. Inscrições no link.

Palestras e conteúdos do primeiro dia

No primeiro dia de evento, no Palco Inovação o assunto que deu nome ao espaço não faltou. Direto de Portugal, a Innovation Project Manager da V4 Company, Karol Oliveira, abordou a importância da inovação como motor de vendas. Para ela, uma empresa deve inovar em sete pilares: receitas, despesas, aquisição de clientes, satisfação de clientes, retenção de times, consciência de mercado e qualidade na entrega. “Para quem deseja realmente ter um negócio inovador, é fundamental ter comprometimento, porque é preciso apostar em um planejamento bem-feito, que inclua um olhar para pessoas, processos e tecnologia”, apontou.

Com mais de 25 anos de experiência na área de desenvolvimento de software, Pedro Bocchese instigou a todos com a sua palestra sobre metaverso. Para o professor, o uso de avatares traz consigo um mundo de oportunidades. “Hoje, já contamos com diversos metaversos, onde existem moedas, bens e lojas digitais. É possível fazer compras e interagir em espaços virtuais como supermercados, lojas de conveniência e bancos. Os ambientes de trabalho também devem ser cada vez mais híbridos. Mas é preciso sempre lembrar que quem está no centro dessa transformação é o ser humano”, explicou.

CEO da Privacy Tools, a maior plataforma brasileira de gestão para privacidade e proteção de dados pessoais, Aline Deparis palestrou sobre os diversos impactos da LGPD nas startups. Conforme a analista, a garantia da credibilidade no mercado e o afastamento de multas são alguns pontos a serem considerados. “O investidor não vai colocar dinheiro em uma startup que não olha com seriedade para a LGPD, ou seja, há impactos na sua valuation. É importante que, além de falarmos sobre fechar negócios, falarmos também sobre o que pode impedir que se fechem negócios”, declarou.

A questão da diversidade também foi abordada no Palco Inovação. A diretora e fundadora da Transcendemos Consultoria, Gabriela Augusto, contou um pouco da sua história como mulher trans. Segundo a influenciadora, todo o preconceito que sentiu a fez querer agir para mudar esse cenário. Assim, passou a visitar empresas para falar sobre o tema. “Quando fortalecemos a diversidade, os colaboradores se sentem mais livres para ser quem são. Trabalham mais felizes, o que se traduz em novas ideias, criatividade e inovação. Além disso, colaboradores que trabalham sorrindo atendem melhor o cliente, o que traz melhores resultados financeiros”, destacou.

Francis Aquino, executiva de desenvolvimento de líderes, trouxe dados históricos sobre os direitos das mulheres no Brasil em segmentos como educação, política e esportes. De acordo com a mentora, o trabalho é um lugar de transformação social, onde as mulheres podem e devem ser protagonistas, o que por si só já é inovador. “Dentro das empresas, é preciso ficar atento a condutas como mansplaining, bropriating, gaslighting e manterrupting, que diminuem a atuação feminina. É importante que nós, mulheres, saibamos reagir, para que essa cultura diminua. O apoio da liderança também é fundamental”, ressaltou.

Já no Palco Conexão, um dos painéis do dia abordou a inovação na área da saúde. Participaram Rafael Zanatta (Vibee), Thomas Andres Troian (Moinhos de Vento), Wagner Dorneles da Silva (EH Health), Maikol Parnow (Hygia) e Gustavo Ottoni (Cíngulo). De acordo com os painelistas, a saúde é uma das maiores beneficiadas da inteligência artificial, por poder proporcionar, por exemplo, rapidez de diagnósticos e alterações genéticas que podem prevenir doenças. Além disso, foi dito que a inovação deve seguir a humanização, para que o cliente seja o centro do negócio e o foco seja a prevenção, não a doença.

Seguindo com cases no âmbito médico, a convite do Instituto Hélice, o gerente de inovação do Hospital Israelita Albert Einstein, Alexandre Mosquim, compartilhou seu conhecimento sobre aceleração de ecossistemas de inovação. Para o especialista, é preciso unir talento, densidade, cultura, capital e ambiente regulatório para que se consiga realmente um ciclo completo de inovação aberta, com alinhamento estratégico. “Não basta ter indivíduos talentosos e inovadores, é preciso que o poder público, as universidades e as empresas privadas estejam abertas a eles”, explicou.

Feira de Negócios deve movimentar mais de R$ 100 milhões

O Mind7 é palco também de uma Feira de Negócios com a participação de mais de 30 startups, todas gaúchas, sendo 48% provenientes da Serra, 40% de Porto Alegre e Região Metropolitana e 12% de outras regiões do Estado. Elas trazem soluções para as dores de clientes em segmentos como varejo, saúde, agronegócio, meio ambiente, atendimento ao cliente, entre outros. As aceleradoras e fundos de investimentos Captable, Grow+, Atrion, Stars, Randon Ventures, Ventiur e Comunitá, do RS, Darwin, de SC, Oxigênio e Mova NGK, de SP, integram a Feira de Negócios, com o objetivo de promover parcerias para o fomento das startups. O TECHUB, iniciativa do setor produtivo caxiense que propõe a união das indústrias de eletroeletrônicos e softwares da cidade a fim de apresentar para a comunidade mais uma matriz econômica forte da região, também faz parte da exposição. Três empresas locais participam da iniciativa, a Inova Sistemas Eletrônicos, a Premium Tecnologia e a Vex Tecnologia, além de quatro médias e grandes empresas de outros segmentos. Juntas, fomentam um ambiente de conexões propício para parcerias, trocas e novos negócios.

Batalha das Startups

Outra atração do evento é a Batalha das Startups, que está acontecendo no palco Conexão. A dinâmica reúne empreendedores digitais na disputa pelo primeiro lugar. As 20 startups inscritas disputam o cinturão, tendo oportunidade de se apresentar para uma bancada selecionada de jurados investidores. Sairá vencedora a startup que descrever a melhor ideia para resolver problemas reais e relevantes, com um modelo de negócio inovador. A escolhida receberá como prêmio até R$ 300 mil aportados pela Stars Aceleradora, além de mentorias das aceleradoras participantes e reconhecimento no palco principal. As batalhas seguem nesta quinta-feira e o anúncio e a premiação da startup vencedora acontecerá no final da tarde.

O Mind7 Startup chega à sua terceira edição consolidado como um agente de transformação e mudança de mentalidade na região. Muito além das trilhas de conteúdos, é um evento de e sobre negócios da nova economia, inovação e empreendedorismo. Sem fins lucrativos, o Mind7 é promovido e organizado por voluntários da Associação Acelera Serra, que se dedica a promover o empreendedorismo local e o fortalecimento do ecossistema da Serra Gaúcha. O evento tem patrocínio do Instituto Hélice e da Sicredi Pioneira.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments